Escola de Governo

Desenvolvimento, Democracia Participativa, Direitos Humanos, Ética na Política, Valores Republicanos.

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Nossa São Paulo promove seminário sobre eleição para subprefeito e descentralização da cidade

E-mail Imprimir

Evento, que está sendo organizado pelo Grupo de Trabalho Democracia Participativa, ocorrerá dia 13 de maio, na Ação Educativa. Agende-se e participe!

O Grupo de Trabalho (GT) Democracia Participativa da Rede Nossa São Paulo promoverá o seminário “Eleição direta para subprefeito: os desafios para a descentralização da cidade”. O evento será no dia 13 de maio próximo, das 9h00 às 12h30, no auditório da Ação Educativa.

 

Fratura exposta ou o transe da democracia. Arranjos novos vêm com frescor para desarrumar o arrumado. Entrevista especial com Ivana Bentes

E-mail Imprimir

"A insatisfação genérica contra o governo Dilma ganha um sentido próximo de 2013, um "que se vayan todos”, mas que vai se qualificando e complexificando: barrar o impeachment, pressionar o governo para guinar à esquerda, rejeitar um governo Temer, pedir eleições gerais, ocupar as ruas com protestos em fluxo contínuo por uma reforma política”, afirma a pesquisadora.

Por João Vitor Santos e edição de Patricia Fachin

"A mídia e o jurídico impuseram uma operação de guerra simbólica e de linguagem que paralisou a todos”, diz Ivana Bentes ao comentar a repercussão da atual crise política instalada no país. Para ela, esta operação deu curso a um "golpe jurídico-midiático”, que pode ser compreendido a partir da "articulação de poderes com capacidade de construção de narrativas de alto impacto e que precipitam, aceleram e conduzem o desenrolar dos acontecimentos segundo um roteiro prévio”.

Na entrevista a seguir, concedida à IHU On-Line por e-mail, Ivana Bentes frisa que a "gestão da informação”, tal como tem sido feita pela grande mídia, tem produzido um "efeito corrosivo”, inclusive fomentando o "acirramento dos ânimos”, marcado por posições divergentes, e a "neutralização do pensamento crítico”.

 

Ato relembra tortura com fotos de presas políticas no antigo DOI-Codi

E-mail Imprimir

Versão para impressão

Isabela Vieira


Ato em memória das mulheres vítimas da ditadura militar em frente ao 1º Batalhão de Polícia do Exército, onde funcionou o Doi-Codi Tânia Rêgo/Agência Brasil

Imagens de mulheres presas e torturadas na ditadura militar tremulavam em um varal improvisado entre árvores, enquanto jovens recrutas deixavam o 1º Batalhão de Polícia do Exército na manhã de hoje (2). Na Rua Barão de Mesquita, no Rio de Janeiro, por onde os jovens saiam, sobreviventes da tortura e feministas fizeram uma instalação em memória das vítimas da violência do regime.

 

Prepare-se: As inscrições para os cursos da Escola de Governo para o segundo semestre começam no dia 13/06, 2a.feira!

E-mail Imprimir

A Escola de Governo, que este ano comemora seus 25 anos de fundação, convida todas e todos para se inscrever nos Cursos de Formação Cidadã e Formação de Governantes que começarão no dia 13 de junho (2ªfeira), e que obrigatoriamente devem feitas através desse site, para o segundo semestre de 2016.

A Escola de Governo, escola pioneira em formação cidadã, vem dando oportunidade há 25 anos para que cidadãos(ãs) se qualifiquem e exerçam de forma plena sua cidadania. É o que chamamos de cidadania ativa. Os(as) alunos(as) de diversas áreas, de diversas faixas etárias, de vínculos ideológicos diferentes e filiações partidárias diversas têm na Escola de Governo a oportunidade de fazer uma formação sobre todos os contornos da política para que busquemos cada vez mais o aprofundamento da democracia, fortalecendo a democracia participativa, principalmente; o enraizamento dos valores republicanos; a defesa incondicional dos Direitos Humanos; o desenvolvimento e a ética permeando tudo. São esses os nossos cinco pilares. Não existe nenhum pré-requisito escolar para estudar nos nossos cursos. A Escola de Governo não tem filiação partidária nem vínculo com qualquer religião.

 

Lei Geral das Olimpíadas é um retrocesso para a Democracia que ainda pode ser barrado

E-mail Imprimir

Para que o megaevento não acarrete em mais violações, Presidência da República deve vetar lei

Megaeventos como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, dada sua repercussão global, costumam ser acompanhados por iniciativas governamentais que criam leis específicas para regulamentar atividades durante sua realização. Em muitos casos, porém, tais normas levam à violação de direitos fundamentais e sociais consagrados.

Exemplo claro disso é a aprovação, da mesma forma como ocorreu anteriormente na Copa do Mundo de 2014, da Lei Geral das Olimpíadas (PLC 02/2016). O texto já foi aprovado e agora está nas mãos da presidenta Dilma Rousseff. Em um momento no qual a Democracia enfrenta sérios ataques, o veto da presidenta a essa proposta pode representar um sinal claro de que a defesa aos direitos fundamentais é prioridade de sua administração.

 

Unicef lança campanha de apoio a crianças em áreas de conflito

E-mail Imprimir

Versão para impressão

Paula Laboissière

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lançou hoje (2) no Brasil a campanha Eu Sou Sofia. A iniciativa visa a dar visibilidade à situação de 250 milhões de crianças que vivem em países afetados por conflitos.

“Além de chamar a atenção para a situação dramática vivida pelas crianças, a campanha pretende mobilizar as pessoas para que sejam doadoras do Unicef e ajudem a salvar a vida dos meninos e de outros milhões de crianças vulneráveis”, informou a entidade.

As doações podem ser feitas por meio do site da campanha.

 

VIVÊNCIA DE CAMPO NAS COMUNIDADES QUILOMBOLAS DE IVAPORUNDUVA

Como parte da celebração dos 25 anos de atuação, nos dias 17, 18 e 19 de junho de 2016, a Escola de Governo, em parceria com a Araribá Turismo & Cultura, promoverá uma vivência de campo nas comunidades quilombolas de Ivaporunduva, André Lopes e Sapatu, no Vale do Ribeira, em Eldorado (SP).

A atividade é aberta ao público interessado e as vagas são limitadas. Participe!

Para condições de pagamento, adesão e outras informações: arariba@arariba.com

Saiba mais...



ENTRE EM CONTATO COM A ESCOLA!

Telefones: (11)3256-6338 / (11)3257-9618

E-mail: escolagovernosp@uol.com.br

NOVO ENDEREÇO:

Edifício da Ação Educativa - Rua General Jardim, 660 (sala 72), Vila Buarque, São Paulo (SP)

Veja no mapa


Importante

Sugestões para o Site
Compartilhe suas sugestões para melhorarmos o site da Escola de Governo.

Campanhas






Calendário de Atividades

loader

Enquete

Considerando-se que, no Brasil, o povo é o soberano e a Constituição Federal é a lei maior, você acredita que seria mais democrático se todos os Projetos de Emenda Constitucional (PECs) fossem obrigados a passar por REFERENDO antes de entrar em vigor?
 

Visitantes Online

Nós temos 134 visitantes online