Escola de Governo

Desenvolvimento, Democracia Participativa, Direitos Humanos, Ética na Política, Valores Republicanos.

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Seminário Internacional: Regulação da Mídia e Direito à Comunicação

E-mail Imprimir

Clique na imagem para ampliá-la.

 

Paraná tem mapa das águas subterrâneas

E-mail Imprimir

Ferramenta orientará a tomada de decisão na gestão de recursos hídricos do Estado

Rafaela Ribeiro – Editor: Marco Moreira

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) iniciou, nesta quarta-feira (26/08), em Curitiba, a capacitação de 35 gestores e técnicos das instituições que atuam na coordenação de recursos hídricos. O principal objetivo é difundir o uso da Carta das Águas do Paraná, conjunto de dados e informações sobre os principais sistemas aquíferos do Estado, explica o secretário substituto de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, Marcelo Medeiros.

O MMA, no âmbito do Projeto Interáguas (acordo de empréstimo com o Banco Mundial), contratou, em 2014, a Empresa Água e Solo para a elaboração da ferramenta. O projeto de 12 meses envolveu R$ 970 mil e contou com a parceria do Instituto das Águas do Paraná, vinculado à Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná, e com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

 

Programa beneficia jovens com síndrome de Down e em situação de vulnerabilidade

E-mail Imprimir

O governo do Rio de Janeiro assinou hoje (28) um termo de cooperação durante a formatura de 91 alunos do Programa Jovens Aprendizes da Nova Cedae. Os jovens vão atuar nas funções de auxiliar administrativo nas áreas de administração, contabilidade, financeira, informática, comercial e jurídica da Companhia Estadual de Águas e Esgotos. O documento foi assinado com a obra social RioSolidário, que funcionará como agente de seleção de jovens em situação de vulnerabilidade social.

O Centro de Integrado Empresa Escola (CIEE) do Rio de Janeiro encaminha os jovens aprendizes para o trabalho na Cedae. Com o acordo firmado nesta sexta-feira, o programa passará a incluir pessoas com deficiência intelectual e síndrome de Down.

 

“Faz 20 anos que a esquerda só pensa em eleição”, alerta João Pedro Stedile

E-mail Imprimir

Em entrevista ao portal Sul 21, o coordenador nacional do MST questiona: “Qual é o programa que essa classe média apresenta para sair da crise? Golpe na Dilma! Mas isso não é programa, não resolve nenhuma das três crises.”

Marco Weissheimer,

“Até agora, só foram para a rua os militantes" | Fotos: Guilherme Santos/Sul 21

Há alguns meses, ou mesmo anos, João Pedro Stédile, uma das principais lideranças do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), vem repetindo algumas advertências dirigidas à esquerda brasileira, relacionadas à evolução da conjuntura política nacional e internacional. Um dessas principais advertências consiste em alertar sobre a importância de não resumir a luta política à luta eleitoral e de não sucumbir às armadilhas da política tradicional, como abraçar o financiamento privado de campanhas como um método natural de fazer política. A crise política iniciada após a reeleição de Dilma Rousseff e a ofensiva da oposição e dos setores mais conservadores do país com o objetivo de derrubar a presidenta eleita pelo voto popular recolocou essas advertências na ordem do dia.

 

Codefat regulamenta seguro-desemprego para empregados domésticos

E-mail Imprimir

Mariana Tokarnia

Empregados domésticos dispensados sem justa causa terão acesso ao seguro-desemprego e receberão um salário mínimo por, no máximo, três meses. O acesso ao benefício, que já consta em lei complementar, será regulamentado em resolução aprovada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat).

A resolução será publicada amanhã (28) no Diário Oficial da União, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego. De acordo com a pasta, para ter acesso ao benefício, o doméstico deve ter trabalhado pelo menos 15 meses nos últimos 24 que antecedem a data da dispensa que deu origem ao requerimento do seguro-desemprego; não estar recebendo qualquer benefício previdenciário de prestação continuada da Previdência Social, exceto auxílio-acidente e pensão por morte; e não ter renda própria de qualquer natureza, suficiente para sua manutenção e de sua família.

 

Pistoleiros atacam acampamentos do MST no MA e PR

E-mail Imprimir

No Maranhão, cerca de 20 homens fizeram trabalhadores de reféns e incendiaram parte dos barracos. Mais de 30 disparos foram feitos no Paraná.

26/08/2015

Da Redação

Marcas dos disparos no Paraná

Cerca de 20 homens armados atacaram o acampamento Egidio Brunetto, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em Amarante do Maranhão, no estado do Maranhão. Um acampamento no Paraná sofreu um ataque semelhante.

 

TELEFONE

011 3256 6338

ESCOLA DE GOVERNO TEM NOVO ENDEREÇO

Rua General Jardim, 660 - Vila Buarque - Centro - São Paulo, dentro do edifício da Ação Educativa

Veja no mapa


Mais informações sobre o projeto


Importante

Sugestões para o Site
Compartilhe suas sugestões para melhorarmos o site da Escola de Governo.

Campanhas






Calendário de Atividades

loader

Enquete

Considerando-se que, no Brasil, o povo é o soberano e a Constituição Federal é a lei maior, você acredita que seria mais democrático se todos os Projetos de Emenda Constitucional (PECs) fossem obrigados a passar por REFERENDO antes de entrar em vigor?
 

Visitantes Online

Nós temos 182 visitantes online